quarta-feira, 19 de setembro de 2007

infinito momento antes do fim


"Me pegue enquanto eu caio"...foi o que ela pediu!
"Me diga que você está aqui e que está tudo acabado agora"...sussurava ela em seu ouvido após aquela estranha sensação.


Ningúem estava presente...a atmosfera era áspera e só o que restava era cair dentro de si mesmo.
Toda aquela verdade ainda a levaria a loucaura...
Ela podia parar a dor...se quisesse, tudo desapareceria como num sonho.


Não vire...(Não se entregue à dor)
Não tente esconder...(Mesmo que eles estejam gritando o seu nome)
Não feche os seus olhos...(Deus sabe que mentiras se encontram atrás deles)
Não apague as luzes...(Nunca durma, nunca morra)


Ela estava aterrorizada pelo que havia visto, mais de alguma forma sabia que ainda tinha mais para vir...
Seu medo a imobilizava e logo seria cega pelo sangue que agora eram suas lágrimas.


"Eu posso parar a dor"...ele continuava a repetir.


(Não se entregue à dor)
(Mesmo que eles estejam gritando o seu nome)
(Deus sabe que mentiras se encontram atrás deles)
(Nunca durma, nunca morra)


Anjos estavam caidos a seus pés, vozes suspiravam aos seus ouvidos...
A morte estava agora diante de seus olhos, cada vez mais perto!
"Eu podia sentir o gosto do meu medo...Ela acenava pra mim...Devo eu entregar?
Sobre o meu fim devo eu começar? "


Esquecendo tudo ela sobe para conhecer o seu fim...


Não vire...Não tente esconder...Apenas feche os seus olhos...Deixe a luz se apaguar...


end


(...)

Um comentário:

DuH disse...

Nossa... que profuundo.
=)